Tele-interconsulta em psiquiatria

Médicos novatos ou não especialistas podem ter grande dificuldade de lidar com pacientes apresentando sintomas psiquiátricos.

Encaminhar o paciente nem sempre resolve. Existem vários obstáculos, o principal deles é que o paciente pode simplesmente se recusar a procurar um psiquiatra. Há muitos custos envolvidos (deslocamentos, valor de consultas especializadas etc) que podem desestimular a procura por ajuda.

Outro problema comum é que, uma vez encaminhado, o médico que faz a referência perde o contato com o paciente e não recebe nenhum feedback sobre o diagnóstico e tratamento adotados. Outra consequência quase inevitável é que o médico que encaminha “não aprende com o caso”, não adquire experiência no manejo de pacientes com quadros semelhantes e não cria uma rede colaborativa.

A Tele-interconsulta em Psiquiatria pode resolver tudo isso, oferecendo uma solução moderna e prática para os médicos, além de beneficiar os próprios pacientes. Como funciona?

Teleinterconsultas podem ser síncronas (na mesma hora) ou assíncronas (não na mesma hora). O colega tem então diferentes maneiras de entrar em contato e combinar a forma e o ritmo da consultoria:

# por email, escrevendo para psiquiatriadigital@gmail.com

# por mensagem, enviada para @psiqdigital (aplicativo Telegram)

# ou agendando uma teleinterconsulta diretamente no site https://bit.ly/agendateleconsultapsiq (para realização de uma vídeo conferência através de plataforma específica para Telemedicina)

Cada teleinterconsulta é um espaço de comunicação, colaboração e compartilhamento de ideias e soluções entre as partes. Ela não se esgota numa única troca de mensagens, se desenrolando e aprofundando ao longo de alguns encontros virtuais e suporte pós vídeo conferência.