9 Razões para se preocupar estando dentro de uma clínica médica

A não ser que você esteja entrando numa clínica projetada e construída após a pandemia de corona vírus – o que infelizmente ainda não existe – tenha em mente que você estará num prédio que foi projetado (ou pior, adaptado) sem levar em conta nenhuma das atuais recomendações sanitárias quanto ao fluxo de pessoas e materiais. A arquitetura hospitalar que, diga-se de passagem, já não primava muito por espaços bem ventilados e agradáveis, deveria já ter montado um gabinete de crise para aprender com a pandemia e traçar suas novas bases. Dificilmente isso ocorrerá pois implica, essencialmente, em gastos extras. E a não ser que o público-alvo (médicos e pacientes) seja extremamente exigente e qualificado, arquitetos continuarão entregando seus projetos tradicionais, sem incorporar novas medidas pós pandemia.

Existem pontos bem objetivos e práticos onde nossa atenção deveria estar se concentrando. Desnecessário dizer que nada disso seria um problema se estivéssemos investindo maciçamente em telemedicina e atendimentos à distância. A circulação de pessoas e profissionais cairia imensamente e todos os riscos estariam reduzidos. Uma sugestão seria o paciente, antes mesmo de agendar uma consulta presencial, solicitar à clínica a opção de se consultar à distância. Seria bem menos estressante para ele do que constatar os pontos a seguir.

Ao entrar numa clínica, são estas as 9 razões para se preocupar:

  • 1a razão: ar condicionado. A clínica tem ar-condicionado ou é naturalmente e amplamente ventilada? Se os aparelhos estão ligados (o que é provável) as janelas estão todas fechadas? O fluxo de ar está direcionado diretamente para as pessoas (o que é o mais comum)? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol
  • 2a razão: aglomeração de pessoas dentro da clínica. Há muitas pessoas lá dentro? Alguém da clínica está na porta controlando o fluxo de entrada e saída de modo a não permitir que um número excessivo de pessoas estejam circulando? A clínica dispõe de algum sistema automático/digital que faz esse controle de fluxo? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol
  • 3a razão: descuido com superfícies de contato. Portas e corrimãos são necessários para você transitar pelas instalações? Você precisa tocar em maçanetas? Existem portas automáticas ou ao menos elas apresentam dispositivo que permite abertura usando o ante-braço? Essas superficiais por acaso estão revestidas por película de cobre (que inativa vírus)? Você ao menos está vendo uma funcionária da limpeza borrifando freneticamente álcool nessas superfícies enquanto você aguarda ser chamado para a consulta? —> Riscos envolvidos: contaminação por tocar em superfícies
  • 4a razão: recepções sem medidas de proteção. O balcão de atendimento faz com que você precise se aproximar da atendente ou existe uma placa de acrílico separando você da funcionária da recepção? Você é obrigado a se sentar, assinar papéis, entregar carteirinha, tê-la de volta, etc, etc, etc? O ritual que abrange sua chegada e depois sua saída, marcação de nova consulta etc lhe obriga tocar em muitas coisas, além de esperar e permanecer mais tempo do que gostaria num espaço fechado? A clínica está realizando testagem nas mesmas dependências em que atendimentos são realizados? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol e por tocar em superfície
  • 5a razão: salas de espera sem ventilação. A sala de espera está organizada de modo que exista adequado espaçamento entre as pessoas? Há janelas? Estão por acaso abertas? Há revistas para folhear (e se contaminar)? As pessoas estão falando alto (e, portanto, lançando mais aerossol)? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol e por tocar em superfície
  • 6a razão: banheiros potencialmente contaminados. Os banheiros estão próximos de onde as pessoas esperam por atendimento? Ou estão num canto à parte? Eles possuem janela com ventilação natural? Ao menos um simples exaustor? Você precisa tocar em muitos pontos para fazer uso do banheiro? Depois de usá-lo, há álcool em gel por perto para esterilizar as mãos? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol e por tocar em superfície contaminada
  • 7a razão: descuido no uso de máscaras. Os funcionários da clínica estão todos de máscara? Elas parecem bem posicionadas ou são daquele tipo que o nariz fica de fora ou muito frouxas no rosto? Sabe dizer se as máscaras estão sendo trocadas a cada período de três ou quatro horas? Ou será que são as mesmas para o dia todo? (Melhor não perguntar…) Alguém, por acaso, está usando face shield? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol
  • 8a razão: consultórios potencialmente contaminados. No consultório do médico as cadeiras estão bem afastadas da mesa? O médico mostra estar preocupado com o distanciamento? Ele usa máscara que parece ser uma boa barreira ou porta uma daquelas bem finas? Alguma coisa indica que ele a troque depois de algumas horas de uso? Há janelas abertas ou o ambiente é todo fechado com ar condicionado? Há álcool em gel na mesa? —> Riscos envolvidos: contaminação por aerossol e por tocar em superfície contaminada
  • 9a razão: médico potencialmente contaminante. Médicos, especialmente os mais jovens, costumam trabalhar em vários locais. Algum destes locais pode envolver circulação de muitas pessoas ou mesmo o atendimento de pacientes com COVID, o que acarreta em intensa exposição ao vírus. Nem todos os médicos observam cuidados estritos com roupa, pertences (como celular, chaves), higiene das mãos e correto uso da máscara. Se o distanciamento for insuficiente, o atendimento infelizmente pode constituir um risco.

A Telemedicina poderia constituir estratégia das mais simples de prevenção à contaminação pelo vírus. Muito mais simples do que a correção e adequação de todas essas nove razões elencadas. Apesar da aparente sofisticação e complexidade, atendimentos por vídeo conferência são possíveis e bastante satisfatórios numa imensidão de casos. Na prática, no contexto da pandemia, eles reduziriam os riscos para pacientes, médicos e funcionários. Conjugada a um amplo programa de vacinação, faria a diferença.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s