Manifesto (de um médico) por uma nova Arquitetura da Saúde

Vamos falar a verdade (sem conflito de interesses 😉) sobre os ambientes de nossas clínicas e consultórios?

A propagação do vírus em ambientes fechados, sem renovação de ar, já está mais do que comprovada. Isso constitui um IMENSO problema a ser resolvido em vários espaços que são muito usados pelas pessoas, em especial clínicas e consultórios. Por enquanto muito pouca gente está falando sobre isso…e os arquitetos especialistas em hospitais (sic) estão algo quietos 🤔.

Confesso que eu sempre fui um crítico da arquitetura moderna que, ao meu ver, causou estragos irreparáveis em nossas cidades e em nosso estilo de vida, tornando-o bem menos saudável por sinal. É claro que essas críticas pareciam duras e radicais…até alguns meses atrás. Poucas pessoas estavam dispostas a levá-las em consideração e os arquitetos, em particular, podiam se dar ao luxo de ignora-las solenemente. Mas tudo mudou, não é mesmo? E se a pandemia permanecer entre nós por muitos meses ou anos, é certo que precisaremos projetar, reformar e construir nossos ambientes de “saúde” de um modo radicalmente diferente. Já não serão suficientes os tetos de gesso rebaixados, as dezenas de aparelhos de ar condicionado instalados, as lindas janelas duplas que não se podem abrir, os caros lustres de cristal dependurados nem o porcelanato reluzente no piso. Tudo isso será ridiculamente inútil…e dispensável. Eu chego a sonhar – que horror -com equipes de vigilância sanitária vetando esses estúpidos (e insalubres) projetos enquanto arquitetos desesperados rasgam janelas imensas em seus desenhos, ventilações cruzadas, entrada de luz natural e outras antiguidades que estavam esquecidas. É claro que eu não dispensaria bons toques tecnológicos nisso tudo, como novos e surpreendentes aparelhos voltados à purificação do ar (ionizadores talvez?) e outros recursos que ainda nem imaginamos, mas que já devem estar sendo pensados por japoneses e chineses. Não estou propondo uma volta às cavernas, pelo contrário quero dar uns passos à frente…

O fundamental, que fique bem claro, é aposentarmos todos os arquitetos que não seguirem essa nova cartilha. Talvez possamos mandá-los pra uma Ilha de Caras ou algo do gênero. E, last but not least, precisaremos derrubar suas construções ou, pelo menos, submetermos essas coisas horrendas e insalubres a uma reforma que as descaracterize totalmente, fazendo o mesmo que eles fizeram com nossas antigas construções de pé direito alto, amplas e generosas janelas, pátios internos ajardinados (e com fontes). Tudo isso virou pó nas últimas décadas, não é mesmo? Pois é…Que recuperemos portanto, ainda em melhor estilo, nossos espaços de atendimento, voltando a dota-los de luz e ventilação natural, tornando-os agradáveis e saudáveis. Será uma maravilha, tenho certeza.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s